Costa reafirma que questão de Almaraz já foi tratada e ficou bem resolvida

Costa reafirma que questão de Almaraz já foi tratada e ficou bem resolvida

 

Lusa/Açoriano Oriental   Nacional   30 de Mai de 2017, 12:06

O primeiro-ministro, António Costa, explicou que os governos ibéricos não discutiram a questão da central nuclear de Almaraz porque

 

O tema da central espanhola de Almaraz ficou de fora da agenda oficial da 29.º cimeira ibérica, que decorreu entre segunda-feira e hoje, no Douro e em Vila Real.

No entanto, na conferência de imprensa final do encontro, os chefes dos governos português e espanhol foram questionados sobre Almaraz e o prolongamento da vida da central nuclear para lá de 2020.

“Não íamos hoje tratar daquilo que temos tratado várias vezes no passado e que, relativamente às questões que se colocaram, ficaram resolvidas e bem resolvidas. Se se colocarem novas questões no futuro, voltaremos a tratar e tenho a confiança de que certamente voltaremos a resolver bem como resolvemos as questões do passado”, afirmou o primeiro-ministro português.

O líder do governo espanhol, Mariano Rajoy, disse, por sua vez, que efetivamente não se falou sobre o assunto Almaraz porque é “o tema que os governos mais têm falado nos últimos tempos”.

“Eu creio que tudo o que havia para falar, já falamos, e se há algo para falarmos no futuro, faremos certamente o mesmo: falar”, salientou.

Na segunda-feira, primeiro dia do encontro, um grupo de ativistas, ambientalistas e dirigentes do Bloco de Esquerda (BE) e do Partido Ecologista “Os Verdes” concentrou-se, no centro da cidade de Vila Real, para exigir o encerramento da central nuclear e para colocar o tema Almaraz na agenda da cimeira ibérica.

A bordo de um barco no rio Douro, viagem que deu o arranque oficial da reunião bilateral, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse também que aguarda para ver se as empresas proprietárias da central nuclear de Almaraz fazem o pedido formal de renovação de licença, o que ainda não sucedeu.

"Vamos ver se esse prazo é o prazo que conta e vamos ver se as empresas fazem esse pedido. (…) Não vamos inventar problemas que ainda não existem", declarou o ministro.

A 29.ª cimeira bilateral entre Portugal e Espanha arrancou na segunda-feira e termina hoje, em Vila Real, com os executivos de ambos os países a assegurarem reforço da cooperação transfronteiriça em áreas como energia, infraestruturas e ambiente.

As cimeiras ibéricas são reuniões anuais bilaterais lideradas pelo chefe do Governo de Espanha e pelo primeiro-ministro de Portugal e nas quais se discutem questões de interesse para ambos os executivos e projetos de cooperação entre os dois países.

Esta é a primeira reunião do género com António Costa como chefe do Governo de Portugal, já que em 2016 não decorreu a cimeira devido à conjuntura política de Espanha, na altura com um executivo de gestão.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.