OE2011

Cortes nos salários do Estado vão abranger 450 mil trabalhadores


 

Lusa/AO online   Economia   30 de Set de 2010, 18:10

Cerca de 450 mil trabalhadores do Estado vão sofrer cortes salariais no âmbito das medidas de austeridade anunciadas pelo Governo na quarta-feira, que prevê uma redução de 5 por cento da massa salarial total da função pública.
De acordo com o secretário de Estado da Administração Pública, Gonçalo Castilho dos Santos, "o universo de trabalhadores com remunerações ilíquidas [portanto, ordenado bruto] totais acima dos 1.500 euros/mês é de cerca de 350 mil trabalhadores em funções públicas e 100 mil trabalhadores do sector público empresarial".

Em declarações à Lusa, o governante esclareceu que a medida anunciada pelo Governo inclui institutos públicos e entidades reguladoras e abarca também o sector público empresarial, "iniciando-se nos próximos dias o ciclo legalmente exigido de negociação colectiva sobre estas medidas".

O Governo anunciou na quarta-feira um conjunto de medidas de austeridade com o objectivo de consolidar as contas públicas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.