Conselho Geral Independente da RTP sorteia saída de três membros

Conselho Geral Independente da RTP sorteia saída de três membros

 

LUSA/AO online   Economia   9 de Jun de 2017, 16:14

O Conselho Geral Independente (CGI) da RTP realizou hoje o sorteio para a saída de três membros, conforme a lei, ficando António Feijó, Simonetta Luz Afonso e Diogo Lucena a cumprir mandato até ao fim, divulgou hoje o órgão supervisor

"Efetuou-se hoje o sorteio para aferir quais os membros cujo mandato caduca a partir de 11 de setembro de 2017", adianta o CGI em comunicado, referindo que Ana Lourenço (indigitada pelo Governo), Manuel Silva Pinto (Conselho de Opinião) e Álvaro Dâmaso (cooptado) terminam o mandato dentro de três meses.

O mandato dos membros do CGI da RTP tem duração de seis anos, sendo que a lei n.º 39/2014 prevê que, decorridos três anos do primeiro mandato, é efetuado um sorteio para aferir quais os três membros cujo mandato caduca e quais os três que o cumprem até ao fim.

Nos cargos mantém-se António Feijó, que é atualmente o presidente do órgão que supervisiona a RTP, Simonetta Luz Afonso e Diogo Lucena.

A realização do sorteio a três meses do fim do mandato dos três elementos visa dar tempo à escolha dos seus substitutos.

Criado sob a alçada do então ministro Miguel Poiares Maduro, o CGI é composto por dois elementos indicados pelo Governo, dois escolhidos pelo Conselho de Opinião e os restantes dois cooptados pelos quatro anteriores e tem como objetivo supervisionar a RTP.

Entre as suas funções, o CGI define as linhas orientadoras da RTP para o cumprimento das obrigações do serviço público, nomeando o Conselho de Administração e respetivo projeto estratégico da empresa, bem como supervisiona a sua prossecução em substituição da tutela.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.