Congresso das cidades-santuário reúne em Fátima participantes de 16 países

Congresso das cidades-santuário reúne em Fátima participantes de 16 países

 

Lusa/AO Online   Nacional   26 de Out de 2016, 08:34

A sexta edição do Congresso Internacional das Cidades-Santuário, que decorre em Fátima de 10 a 12 de novembro, vai reunir participantes de 16 países da Europa, América Central e do Sul, anunciou a autarquia de Ourém.

 

Para além de congressistas portugueses, que pretendem debater novos caminhos na valorização da peregrinação e do turismo religioso, tema do evento, estão confirmados cerca de 60 participantes internacionais oriundos do Brasil, México, Colômbia e Guatemala, mas também de Espanha, França, Alemanha, Áustria, Irlanda, Itália, Suíça, Eslováquia, Luxemburgo, Polónia e Turquia.

A sexta edição do congresso, que decorre sete anos depois do último evento do género, realizado também em Fátima, em 2009, parte da premissa de que, nas sociedades atuais, "os seres humanos investem uma parte importante do seu tempo de vida em atividades de lazer, viagens e turismo", seja para repousar, para contactar com outras atividades e culturas ou novas realidades "e até para experiências que favoreçam o autoconhecimento" e que esse fenómeno "está em crescendo", incluindo a busca por lugares sagrados.

Num documento enviado à agência Lusa, os promotores - Câmara Municipal de Ourém, Associação Empresarial Ourém-Fátima, Junta de Freguesia de Fátima e Instituto Politécnico de Leiria - sustentam que as peregrinações e o turismo religioso têm vindo a registar "um processo de renovado impulso".

O aumento desses fluxos turísticos aliado à diversidade de objetivos dos visitantes "impõem por parte dos responsáveis dos locais de acolhimento novas formas de gestão, de cooperação e de constante procura dos modos mais criativos para manter e incrementar" aquela atividade económica, "uma das poucas áreas em que a oferta de bens e serviços gera riqueza e cria empregos", argumentam.

"O desafio que se coloca a decisores públicos e privados ligados ao setor é o de assegurar a busca constante e exigente do desenvolvimento sustentável", alegam ainda os organizadores do congresso.

O programa do evento inclui quatro painéis, que visam a reflexão e procura de novos caminhos para o desenvolvimento dos destinos turístico-religiosos: um ligado à atração de multidões versus a preservação da sacralidade do lugar e outro ligado aos desafios e oportunidades que se colocam às comunidades de acolhimento.

"Excelência e inovação na Peregrinação e no Turismo Religioso" é outro dos temas em debate, para além de eventuais medidas de cooperação internacional e funcionamento em rede das cidades-santuário, outra questão que será abordada no encontro.

O congresso, que se destina a autarcas e técnicos municipais, responsáveis por santuários e outros responsáveis eclesiásticos, organismos oficiais de turismo, docentes, investigadores, estudantes, técnicos de turismo, operadores turísticos e hoteleiros, inclui entre os seus objetivos a partilha de boas práticas "implementadas nas cidades-santuário no que diz respeito à peregrinação e ao turismo religioso", mas também a identificação de constrangimentos de organização e gestão desses destinos turísticos.

Outros objetivos passam pela apresentação de soluções "para ultrapassar as dificuldades comuns e específicas detetadas", futuros desafios e a comparação de experiências de cooperação entre atores públicos e privados, civis e religiosos de cada cidade-santuário, tendo em vista o desenvolvimento local e regional.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.