Concerto dos U2 entre os 230 projetos da programação de Istambul 2010

Concerto dos U2 entre os 230 projetos da programação de Istambul 2010

 

Lusa / AO online   Cultura e Social   4 de Set de 2010, 13:15

O concerto dos U2, na noite de segunda feira no Estádio Olímpico Ataturk, em Istambul, é um dos principais momentos da programação da capital europeia da cultura de 2010 até 15 de dezembro, quando o certame encerra.

Dias 2 e 3 de outubro, o 360º tour dos U2 chega a Coimbra, espetáculos já esgotados, a exemplo de Zurique, Paris e Bruxelas.

Até 15 de dezembro, quando a Capital Europeia de Cultura se despede de Istambul, estão previstos cerca de três milhões de visitantes e mais de 230 projetos orçados em cerca de 78 milhões de euros, cerca de metade do total da verba despendida pelo Ministério da Cultura turco no projeto.

Fonte do secretariado geral de Istambul 2010, destacou à Lusa, além das cerca de 600 iniciativas já realizadas, as obras de recuperação efetuadas no palácio Topkapi e no museu de Hagia Sofia (ex-catedral de Constantinopla e mesquita do período otomano).

Tal como na cidade do Porto, em 2001, Istambul 2010 não escapou às críticas, fundamentalmente pelo facto de nada ficar para o futuro, designadamente um centro cultural, uma sala de espetáculos ou um novo museu.

Sekip Avdagiç, secretário geral de Istambul 2010 - Capital Europeia da Cultura, minimizou as críticas em recentes declarações, sustentando que a iniciativa fez com que a Turquia falasse e discutisse cultura, para além da política e do futebol.

Na programação até dezembro destaque para um projeto multimédia para criar um arquivo-memória em artes contemporâneas, a reconversão de Darussifa na Biblioteca de Manuscritos de Suleymasniye, atuações de “Hafiz” (pessoas que estudaram o Corão), espetáculos de música Sufi, um concurso de design sobre iluminações de mesquitas - uma tradição interrompida há cerca de 400 anos em Istambul.

Uma exposição ao ar livre com trabalhos de dois grupos de 30 artistas, entre os quais estudantes de arte, uma outra com fotografias de Istambul, da autoria de Arjen Zwart e uma instalação de Serge Spitzer constituída por uma bola de seis toneladas que captura e reflete a luz do Sol junto à Mayor Synagogue são outros eventos previstos.

Um dos mais importantes nomes da arte e do design contemporâneo, Hussein Chalayan, duas vezes vencedor do “Designer do ano” na Grã-Bretanha, traz a Istambul uma sua retrospetiva, com imagens de coleções de moda, instalações e filmes produzidos entre 1994 e 2009.

Uma das mais ricas tradições turcas, a arte de escrever nos céus, prossegue até 5 de outubro sobre as mesquitas de Istambul.

Um dos principais projetos no âmbito de Istambul, Capital da Cultura 2010 intitula-se "A Cultura das Formigas", uma iniciativa vocacionada para as crianças dos bairros e que as tem levado em visitas a centros culturais, museus e palácios.

"Estudantes da Capital Europeia da Cultura 2010" é outro dos projetos no âmbito do qual tem pertencido, às escolas secundárias, organizarem iniciativas culturais ao longo deste ano.

“Golden Routes - World Musics Festival é outro dos projetos emblemáticos de Istambul 2010, que visa promover a cultura local através da atuação de artistas de todo o mundo. O objetivo é estabelecer bases para uma cooperação artística em diversos domínios entre os criadores turcos e congéneres de todo o mundo.

Cerca de quatro milhões de pessoas visitaram já Istambul, Capital Europeia da Cultura 2010, cujas zonas históricas foram declaradas património da Humanidade pela UNESCO, em 1985.

Persas, bizantinos, romanos e otomanos ocuparam e fizeram comércio a partir desta cidade que, como nenhum outro local, mostra as culturas, histórias e religiões do Ocidente e do Oriente.

Com mais de 13 milhões de habitantes, a escolha de Istambul, a par de Pecs, na Hungria e Essen, na Alemanha, não foi então consensual, causando mesmo alguma polémica, por se situar num país que ainda é apenas candidato à adesão à União Europeia.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.