Comité central do PCP reúne-se hoje para analisar resultados das autárquicas e OE2018

Comité central do PCP reúne-se hoje para analisar resultados das autárquicas e OE2018

 

Lusa/AO Online   Nacional   3 de Out de 2017, 08:51

O comité central do PCP, órgão dirigente alargado entre congressos, reúne-se hoje para analisar os resultados das autárquicas, nas quais perdeu a liderança de dez câmaras, e as negociações com o Governo para o Orçamento do Estado para 2018.


Segundo fonte comunista, o encontro para o qual estão convocados os 146 membros da cúpula que lidera o partido está marcado para ter lugar na sede nacional, em Lisboa. As principais conclusões serão apresentadas à comunicação social pelas 19h00, em conferência de imprensa.

O balanço dos diversos sufrágios por todo o país para os municípios e freguesias vai ser o assunto principal da reunião.

A Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta comunistas, "Os Verdes", Associação Intervenção Democrática e cidadãos independentes, liderava 34 Câmaras Municipais em 2013 e cerca de 200 freguesias.

De acordo com os resultados das eleições de domingo, a coligação ficou com 24 presidências de Câmaras e 139 freguesias.

A CDU perdeu a liderança de nove municípios para o PS e uma para um movimento de independentes.

Os comunistas perderam Almada, distrito de Setúbal, e Castro Verde, distrito de Beja, dois municípios que estavam sob a sua liderança desde 1976, ano em que se realizaram as primeiras eleições autárquicas em democracia.

Alandroal (Évora), Alcochete e Barreiro (Setúbal), Barrancos e Moura (Beja), Beja, Constância (Santarém) foram outros dos municípios conquistados pelos socialistas à CDU.

Em Peniche (Leiria), o vencedor foi o agora candidato independente, apoiado também pelo BE, Henrique Bertino, que era há mais de uma década presidente de junta de freguesia de Peniche, eleito pela CDU.

No seu discurso na noite eleitoral, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, assumiu a derrota e considerou que é, “sobretudo, uma perda para as populações, que não demorarão a perceber o quanto errada foi a sua opção".

Os eleitos no XX Congresso do PCP, realizado em dezembro de 2016 em Almada, também irão debruçar-se, nesta terceira reunião do ano após as de fevereiro e junho, sobre o Orçamento do Estado para 2018 (OE2018)

As negociações com o Governo minoritário do PS têm vindo a decorrer desde o início do verão e vão intensificar-se no parlamento, segundo outra fonte ligada ao processo, na próxima semana: entre 10 de outubro e 13 outubro, a data assumida já pelo executivo socialista dirigido por António Costa para a entrega formal na Assembleia da República da proposta de lei de OE2018.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.