Estudo

Comer tomate reduz risco de AVC

Comer tomate reduz risco de AVC

 

Lusa/AO online   Nacional   9 de Out de 2012, 09:40

Comer tomate, rico em licopénio, poderoso antioxidante que dá a cor vermelha ao fruto, reduz o risco de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), conclui um estudo publicado nos Estados Unidos.

A investigação, publicada na segunda-feira na revista Neurology, da Academia Norte-Americana de Neurologia, indica que as pessoas com taxas mais elevadas de licopénio no sangue têm menos probabilidades de ter um AVC, comparativamente com as que têm níveis inferiores.

O estudo, citado hoje pela agência AFP, foi realizado na Finlândia e envolveu 1.031 homens entre os 46 e os 65 anos.

A taxa de licopénio foi medida no início da investigação, com os participantes a serem seguidos, em média, durante 12 anos, período em que 67 deles tiveram um AVC.

Entre 258 homens com níveis mais fracos de licopénio no sangue, 25 tiveram um Acidente Vascular Cerebral, enquanto entre 259 com níveis de antioxidante mais elevados, 11 tiveram um AVC.

Os resultados, segundo os cientistas, foram mais surpreendentes, atendendo a que foram tidos em conta apenas os AVC provocados por coágulos e não por hemorragias.

"A investigação vem confirmar as virtudes de um regime alimentar rico em fruta e legumes na redução do risco de um AVC", vincou o principal autor do estudo, Jouni Karppi, da Universidade da Finlândia, em Kuopio.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.