Clubes declaram 62,6 ME em comissões e Benfica paga mais de um terço

Clubes declaram 62,6 ME em comissões e Benfica paga mais de um terço

 

Lusa/AO online   Futebol   3 de Abr de 2018, 14:06

Os clubes portugueses declararam 62,6 milhões de euros (ME) em comissões pagas a intermediários, com o tetracampeão Benfica a ser responsável por mais de um terço, segundo o relatório divulgado esta terça-feira pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O atual líder da I Liga pagou 21.628.572,50 euros durante o período compreendido entre 01 de abril de 2017 e 31 de março de 2018, ainda assim um valor muito inferior ao do ano anterior, em que pagou mais de 30 ME, quase metade do total declarado.

O Sporting, terceiro classificado do campeonato, foi o segundo clube que mais dinheiro gastou em comissões relativas a transferências e renovações contratuais, no total de 14.708.520,74 euros, mais do triplo do que tinha declarado entre 2016 e 2017.

O Sporting de Braga, que no ano anterior tinha despendido pouco mais de um milhão de euros, viu este tipo de despesa disparar para 8.861.949,99 euros, tornando-se o terceiro clube com maior valor declarado, ligeiramente à frente do FC Porto, segundo colocado na I Liga, com 8.636.395,89.

Longe dos valores pagos pelos quatro primeiros posicionados do campeonato, o Vitória de Guimarães ultrapassou, ainda assim, a barreira dos quatro ME (4.130.000 euros), seguindo-se o Estoril Praia (2.460.387,42 euros) e o Belenenses (1.382.380 euros).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.