Cinco pretendentes para dois lugares de subida na II Liga

Cinco pretendentes para dois lugares de subida na II Liga

 

Lusa/AO Online   Futebol   22 de Mai de 2015, 09:47

A última jornada da II Liga promete as emoções que vão faltar à despedida do escalão principal do futebol português, com o título ainda por atribuir e cinco equipas na corrida pela promoção ao convívio dos 'grandes'.

 

Apesar de não ganhar há quatro rondas, o líder Tondela é o único que depende apenas de si para garantir a subida à I Liga, mas Sporting da Covilhã, União da Madeira, Desportivo de Chaves e, ainda que em situação mais precária, Feirense, também podem fazer a festa.

Com três pontos de vantagem sobre o trio de perseguidores, o Tondela visita no domingo o Freamunde com uma certeza: se pontuar será não apenas promovido, como também consagrado campeão e mesmo uma derrota no jogo da 46.ª jornada da prova não significa necessariamente o fim da linha.

Se perder em Freamunde, o Tondela só não será promovido se terminar em igualdade pontual com o Covilhã e o Chaves, todos com 80 pontos, pois se o União também vencer e se juntar no topo da classificação a equipa do distrito de Viseu continuará a carimbar o ‘passaporte’ para a I Liga.

As contas complicam-se na altura de traçar cenários para as outras três equipas, todas atualmente com 77 pontos, e mais ainda para o Feirense, que tem 75 e está dependente de múltiplas ‘escorregadelas’ à sua frente para disputar o campeonato principal na próxima época.

O Covilhã, que joga no domingo no estádio do Santa Clara, ocupa a segunda posição, devido à melhor diferença entre golos marcados e sofridos, mas será o confronto direto que funcionará como primeiro critério de desempate no fim da prova e isso pode prejudicar seriamente os serranos.

Se não conseguir desembaraçar-se da companhia de União e Chaves na última jornada, o Covilhã ficará em ‘maus lençóis’, pois será relegado para quarto posto, ainda que um empate a três, mas com o Tondela envolvido, lhe seja favorável.

Ao União, pelo contrário, interessa-lhe que tudo termine como está agora, pois nesse caso serão os madeirenses a serem promovidos, mas a hipótese de um empate entre apenas duas daquelas equipas oferece desfechos diferentes: com o Chaves sobe e com o Covilhã continua na II Liga.

O Chaves será promovido se se verificar um empate entre as quatro equipas, seja com o Tondela (todos com 80 pontos), seja com a companhia do Feirense (78 pontos), e num duelo a dois apenas perde no confronto para o União.

Para o Feirense, as contas são simples, pois está obrigado a vencer e esperar pelos deslises do trio que segue à sua frente, detendo vantagem no confronto direto com União e Covilhã e apenas perdendo em relação ao Chaves.

A trama adensa-se com a possibilidade de as equipas B do Sporting e do Benfica terminarem empatadas com os candidatos à subida de escalão, pois, apesar de não poderem ser promovidas, os resultados obtidos nos jogos entre si contam para o estabelecimento do desempate.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.