Cientistas encontram 38 milhões de pedaços de lixo em ilha no Pacífico


 

Lusa/Açoriano Oriental   Ciência   16 de Mai de 2017, 10:58

Um grupo de investigadores encontrou 38 milhões de pedaços de lixo numa pequena ilha desabitada no Pacífico, sobre a qual publicou um artigo numa revista científica.

 

Quase todo o lixo encontrado na ilha de Henderson era plástico, incluindo soldados de brincar, dominós, escovas de dentes e centenas de capacetes de todos os tamanhos, feitios e cores.

Os investigadores dizem que a densidade do lixo foi a mais elevada a ser registada em qualquer local do mundo, apesar de a ilha Henderson ser extremamente remota e minúscula. A ilha está localizada a meio caminho entre a Nova Zelândia e o Chile e é reconhecida como património mundial da UNESCO.

A investigadora da Universidade da Tasmânia Jennifer Lavers liderou a autoria do relatório, que foi hoje publicado na revista "Proceedings of the National Academy of Sciences."

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.