César quer reforçar participação das RUP no processo de decisão europeu

César quer reforçar participação das RUP no processo de decisão europeu

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Nov de 2011, 10:31

O reforço da participação das regiões ultraperiféricas (RUP) nas decisões da União Europeia e o aumento da sua visibilidade no contexto europeu são prioridades para o mandato de Carlos César como presidente de Conferência das Regiões Ultraperiféricas.

O presidente do Governo dos Açores, que iniciou no final da semana passada na Martinica o mandato de um ano como líder das RUP, considerou ser “imprescindível” o reforço da “presença, contributo e participação” destas regiões no processo de decisão europeu.

A União Europeia (UE) tem nove regiões ultraperiféricas, que são territórios geograficamente distantes do continente europeu, mas que integram os países da UE a que pertencem.

As regiões ultraperiféricas da UE são a Martinica, Guadalupe, Guiana, Reunião, Saint-Barthélemy e Saint-Martin (França), Canárias (Espanha) e Açores e Madeira (Portugal).

Carlos César, que está a exercer pela terceira vez a presidência das RUP, depois dos mandatos de 1998 e 2004, defendeu a importância do “reforço” das ligações com outras regiões e países, de forma a permitir que possam conhecer melhor os problemas que afetam as regiões ultraperiféricas.

Durante o próximo ano como presidente das RUP, Carlos César pretende dar uma “especial atenção” ao espaço da Macaronésia (Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde), destacando a importância da Cimeira dos Arquipélagos da Macaronésia para a promoção de uma estratégica baseada em objetivos e prioridades comuns.

A realização de eventos sobre políticas do mar, reforma da Política Comum de Pescas, fontes de energias renováveis e desenvolvimento e sustentabilidade das redes de equipamentos e serviços sociais em territórios descontínuos são alguns dos projetos que o novo presidente das RUP pretende concretizar no seu mandato.

Durante a presidência, Carlos César quer também potenciar o programa Eurodisseia, dirigido à mobilidade regional de jovens estagiários, e aprofundar a participação das RUP em organismos de cooperação inter-regional, como a Conferência das Regiões Periféricas Marítimas ou a Assembleia das Regiões da Europa, cuja próxima Assembleia Geral se realiza em finais de novembro nos Açores.

Carlos César vai exercer a presidência das RUP até setembro de 2012, altura em que se realiza na Horta, Faial, a XVIII Reunião de Presidentes da Conferência das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.