Centro de Artes Contemporâneas dos Açores lança laboratório atlântico

Centro de Artes Contemporâneas dos Açores lança laboratório atlântico

 

Lusa/AO Online   Regional   9 de Ago de 2016, 09:15

O Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas, nos Açores, abre na quinta-feira o Laboratório Atlântico Multimédia para as Artes, Ciência e Sociedade, com a mostra internacional de trabalhos académicos "Inpossível - com n...entrar na possibilidade".

“Não sendo O Arquipélago um museu, sendo um centro de artes, a ideia era focar-nos nas artes, na ciência e na sociedade contemporânea, mas num diálogo muito estreito com criadores, artistas multimédia, cientistas e instituições de ensino superior”, declarou à agência Lusa a diretora da instituição sediada no concelho da Ribeira Grande, ilha de São Miguel.

A diretora de O Arquipélago, Fátima Pereira, adiantou que se pretendeu envolver, também, diferentes atores de outras áreas, como a saúde, ambiente, sustentabilidade e território.

Segundo a responsável, quando se projetou o laboratório, denominado "Incognitum", o ideal seria começar com uma mostra académica de trabalhos desenvolvidos nas artes e multimédia, a par das novas tecnologias.

A diretora adiantou que, na quinta-feira, está prevista uma visita aos trabalhos de várias instituições de ensino superior expostos nas instalações do Centro de Artes Contemporâneas, bem como um momento de música eletrónica contemporânea.

De acordo com uma nota de imprensa do centro, “pretende-se a participação das entidades universitárias nas atividades do ‘Incognitum’, nomeadamente ao nível de residências artísticas e de residências de arte e ciência, uma vez que o repto deste laboratório assenta no olhar de criadores/artistas e cientistas sobre o território, o mar, a essência atlântica, o universo peculiar das ilhas, a geomorfologia dos lugares e a identidade, através de uma reflexão conceptual e formal”.

Nesta primeira parte da mostra, vão estar representadas a Escola Superior de Artes e Design, de Matosinhos, o Instituto Universitário da Maia, a Escola Internacional de Arte do Instituto Universitário de Arte, Tecnologia e Cultura, de Cabo Verde, a Escola Superior de Design do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, e as escolas superiores de Música, Artes e Espetáculo e de Media Arte e Design do Instituto Politécnico do Porto.

A Escola das Artes da Universidade Católica do Porto, a Faculdade de Artes e Humanidades da Universidade da Madeira, o DeCA – Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, a Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, as faculdades de Belas Artes e de Engenharia da Universidade do Porto, e a University of South Wales são as restantes representações na mostra, que vai estar patente até 19 de dezembro.

O edifício Arquipélago, projetado pelos arquitetos João Mendes Ribeiro, Cristina Guedes e Francisco Vieira de Campos, foi distinguido, entre outros, com o prémio Fomento de las Artes e del Diseño (FAD) de Arquitetura.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.