CDS e PPM propõem criação de Canal Parlamento/Açores

CDS e PPM propõem criação de Canal Parlamento/Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   1 de Fev de 2017, 12:37

O CDS/PP-Açores e o PPM/Açores defenderam hoje a criação de um Canal Parlamento no arquipélago, que possa transmitir em direto e "sem filtros" os trabalhos parlamentares na região.

 

Os dois partidos entregaram um projeto de resolução conjunto na Assembleia Legislativa dos Açores, no qual defendem que o futuro Canal Parlamento venha a funcionar como uma janela dentro da RTP/Açores.

"É fundamental que se aproveitem as potencialidades que existem de espaço vazio na RTP/Açores. Há lá muito espaço vazio, onde transmitem ‘enlatados’. Pode ser por essa via", defendeu Artur Lima, líder regional do CDS-PP, em declarações à Lusa.

No seu entender, o Canal Parlamento/Açores poderia funcionar numa "mancha horária" devidamente calendarizada, integrando também os "necessários mecanismos de flexibilidade" inerentes à "imprevisibilidade" dos trabalhos parlamentares.

"É fundamental que as pessoas conheçam o trabalho dos seus deputados e que conheçam o que se passa no parlamento e que conheçam a realidade toda e não filtrada, como às vezes acontece", adiantou Artur Lima.

O projeto de resolução conjunto propõe, por isso, que seja assinado um protocolo entre a Assembleia Legislativa dos Açores e a RTP, que permita assegurar a "autonomia de gestão, por parte da assembleia, do espaço de transmissão que vier a ser contratualizado".

Para gerir o futuro espaço de emissão, os dois partidos propõem a criação de um "conselho de direção", a exemplo do que acontece no Canal Parlamento da Assembleia da República, que deverá ser composto por um representante de cada grupo e representação parlamentar.

"O Canal Parlamento/Açores deverá também constituir uma pequena equipa técnica que coordenará com a RTP/Açores todos os aspetos técnicos relacionados com a planificação, conteúdo logístico e transmissão dos trabalhos parlamentares", refere o projeto de resolução.

Artur Lima estima que a criação do Canal Parlamento/Açores não ultrapasse os 300 mil euros, valor que considera ser "irrisório" face a outros canais de televisão criados de raiz em Portugal.

Na anterior legislatura, a Assembleia Regional, onde os socialistas têm a maioria, aprovou uma resolução com teor semelhante, mas nunca foi implementada.

O líder do CDS-PP/Açores espera agora que esta iniciativa seja, não apenas aprovada em plenário, mas também concretizada.

O parlamento regional é composto por 57 deputados em representação de seis partidos políticos (PS, PSD, CDS, BE, PCP e PPM) e reúne em plenário uma semana por mês na sede, na Horta, ilha do Faial.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.