Assembleia da República

CDS, Bloco e PCP propõem actualização das pensões mais baixas


 

Lusa / AO online   Nacional   29 de Jun de 2010, 18:43

CDS-PP, Bloco de Esquerda e PCP defendem na quarta-feira no Parlamento a actualização das pensões de reforma mais baixas, propondo que os valores destas prestações deixem de depender do indexante de apoios sociais (IAS).
O grupo parlamentar do CDS agendou para esta quarta-feira o debate do seu projecto de lei, que pretende “estabelecer o valor das pensões no caso de manutenção do valor do IAS”, propondo que estas sejam aumentadas “pelo menos” de acordo com a subida da inflação.

Estas pensões, que abrangem cerca de 900 mil pessoas, variam actualmente entre os 189,52 euros (pensão social), os 227,43 euros (pensão rural) e os 246,36 euros (pensão mínima) e os seus valores dependem do IAS, que, segundo o Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), estará congelado até 2013.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.