Carlos César apela aos açorianos para o desenvolvimento das ilhas


 

Lusa/AO   Regional   24 de Dez de 2007, 10:01

O presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, apelou hoje, na sua mensagem de Natal, ao contributo dos açorianos no desenvolvimento do arquipélago, alegando que para alcançar o progresso “não basta o bom governo”.
“Para vivermos em progresso não basta o bom governo, mas são também necessários bons cidadãos, ou seja, gente empenhada no bem comum”, salienta Carlos César na tradicional mensagem de Natal.

    O chefe do executivo açoriano afirma que “há ainda muito a fazer” nas ilhas a favor do desenvolvimento, da tranquilidade e do bem-estar das pessoas e das famílias.

    “Precisamos de ainda mais investimentos, e de ainda mais empresas, para que haja mais empregos para os nossos jovens e melhores remunerações”, refere Carlos César.

    Na sua mensagem, o presidente do Governo Regional considera, também, que a região precisa de “tudo continuar a fazer para manter os cuidados de saúde gratuitos nos hospitais e centros de saúde, de modo a garantir o acesso dos que mais precisam”.

    “Precisamos de continuar a cuidar dos nossos recursos naturais e paisagísticos, para usufruirmos melhor as nossas ilhas e atrairmos mais visitantes e com eles riqueza”, defende Carlos César, que destaca a necessidade de prosseguir o apoio à infância, aos idosos, aos carenciados de habitação e às famílias com problemas graves.

    “Com a colaboração de todos, eu sei que, no ano que se aproxima, vamos continuar a conseguir fazer esse caminho de valorização, de progresso e de bons resultados - melhorando o que é preciso melhorar, corrigindo o que é preciso corrigir”, afirma o presidente do executivo açoriano.

    Apela ainda a uma maior contribuição de cada um para a felicidade colectiva, alegando que é uma “hipocrisia sermos humanistas ou caridosos apenas uma vez por ano e para limparmos a nossa consciência”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.