Pescas

Carlos César alerta para "grandes ameaças" aos recursos marinhos

 Carlos César alerta para "grandes ameaças" aos recursos marinhos

 

Lusa / AO online   Regional   8 de Jan de 2010, 16:34

O presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, afirmou esta sexta-feira que existem “grandes ameaças” à preservação dos recursos marinhos no arquipélago, admitindo que os esforços em curso podem não ser suficientes para afastar esses perigos.
“É verdade que há grandes ameaças e grandes riscos para os recursos marinhos nos Açores”, afirmou Carlos César, frisando que os esforços que estão a ser feitos ao nível da discussão da nova Política Comum de Pescas podem “não ser suficientes” para garantir a defesa dos interesses do arquipélago.

Carlos César frisou, no entanto, que os Açores contam com o apoio do Governo da República e têm também do seu lado as regiões ultra-periféricas, salientando que a nova política comum de pescas só entra em vigor em 2013, pelo que ainda há um “período longo” para sensibilizar Bruxelas.

A posição dos Açores sobre a reforma da Política Comum de Pescas consta de um documento enviado a 30 de Dezembro à Comissão Europeia, cujas ideias principais foram hoje apresentadas em Ponta Delgada pelo presidente do governo regional.

Para as autoridades regionais, é “absolutamente prioritário” que volte a ser criada uma zona marítima de protecção permanente de 200 milhas, tendo em vista a discriminação positiva das comunidades piscatórias açorianas no acesso aos recursos pesqueiros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.