Dia Nacional do Doente Coronário

Cardiologista defende criação de programas de desfibrilhação precoce


 

Lusa / AO online   Nacional   8 de Fev de 2010, 14:28

O presidente da delegação Norte da Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC), João Lopes Gomes, defendeu esta segunda-feira a necessidade de implementação a nível nacional de programas de desfibrilhação precoce em todos os locais frequentados por multidões.
A propósito do Dia Nacional do Doente Coronário, que se assinala domingo, o médico salientou à agência Lusa que a morte súbita cardíaca provoca uma mortalidade superior à da sida, cancros da mama e do pulmão, no seu conjunto.

"Para combater a morte súbita é necessário reconhecer a importância do suporte básico de vida", disse, defendendo a criação de programas de acesso à desfibrilhação precoce em todos os locais frequentados por multidões, à semelhança do que já existe em Guimarães".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.