Venezuela

Caracas contesta relatório da ONU sobre droga

Caracas contesta relatório da ONU sobre droga

 

Lusa / AO online   Internacional   25 de Jun de 2010, 10:15

O Governo venezuelano solicitou esta sexta-feira à Organização das Nações Unidas (ONU) que rectifique um relatório que revela que a maioria da cocaína que entra na Europa passa pela Venezuela, por considerar que os dados “não correspondem à realidade”.
“Manifestámos a preocupação de parte do Governo (venezuelano) com este relatório e os seus dados, que não correspondem à realidade, aos resultados”, disse o ministro venezuelano de Interior e Justiça, Tarek El Aissami.

A ONU divulgou quarta-feira o Relatório Mundial Sobre Drogas 2010 que revela que “a República Bolivariana da Venezuela emergiu como o maior ponto de partida da cocaína traficada para a Europa: entre 2006 e 2008 mais da metade de todos os despachos marítimos, detectados, de cocaína na Europa tinham partido desse país”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.