Candidato do PS quer revolucionar recolha de resíduos sólidos em Ponta Delgada

Candidato do PS quer revolucionar recolha de resíduos sólidos em Ponta Delgada

 

Lusa/AO Online   Regional   14 de Ago de 2017, 19:14

O candidato do PS à Câmara de Ponta Delgada, nos Açores, o independente Vítor Fraga, defendeu hoje uma “profunda revolução” na recolha dos resíduos sólidos que seja "mais amiga" do ambiente.


“Pretende-se implementar uma profunda revolução na recolha dos resíduos sólidos na cidade de Ponta Delgada, adaptando todo o sistema às novas necessidades, tornando-a mais amiga do ambiente, introduzindo princípios justos de pagador-utilizador”, disse à agência Lusa o candidato.

Vítor Fraga, que esteve reunido em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, com direção da Delegação dos Açores da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), defendeu uma cidade e um concelho “mais limpos” e que possam ser mais agradáveis para os locais e para os visitantes.

O candidato, que salvaguardou que a questão dos resíduos sólidos é uma preocupação também da AHRESP, reconheceu que a associação é um parceiro “muito importante” no concelho face ao “volume de negócios significativo” que a restauração representa, a par dos postos de trabalho que assegura.

Referindo que, caso chegue à presidência da Câmara Municipal de Ponta Delgada, será parceiro da ARESP, Vítor Fraga disse que o executivo camarário tem que desenvolver a capacidade de adotar medidas para “ajudar a promover o emprego”.

“Gostaria de destacar o conjunto de medidas no âmbito da iniciativa 'PDL Crescimento' que foram muito bem acolhidas por parte da AHRESP e dão uma garantia de continuidade de trabalho a partir de 01 de outubro, em consonância com esta associação e outras instituições para potenciar o desenvolvimento económico do concelho e mais postos de trabalho”, afirmou.

A iniciativa do independente Vítor Fraga “PDL Crescimento" é um programa de fomento ao investimento e criação de Emprego de Ponta Delgada, destinado a apoiar os comerciantes e industriais do concelho.

Acompanham Vítor Fraga na lista à câmara Fátima Albergaria (gestora), Bruno Pacheco (diretor regional da Ciência e Tecnologia), Mário Miranda (adjunto da secretária regional dos Transportes e Obras Públicas), Catarina Branco (artista plástica), Renato Leça (engenheiro civil), Lisete Paiva (professora), Maria Salomé Pavão (educadora de infância) e Pedro Tavares (empresário agrícola).

A cabeça de lista à assembleia municipal é Graça Machado, enfermeira reformada.

A Câmara de Ponta Delgada é liderada por José Manuel Bolieiro, do PSD, partido que tem cinco mandatos. Os restantes quatro são do PS.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.