Campanha 100% Cool de prevenção para jovens é exemplo em evento em Washington

Campanha 100% Cool de prevenção para jovens é exemplo em evento em Washington

 

Lusa/AO Online   Internacional   1 de Out de 2012, 08:27

A campanha portuguesa 100% Cool, de prevenção de acidentes rodoviários entre jovens, foi escolhida por uma organização internacional como exemplo de eficácia na redução do consumo de bebidas alcoólicas entre os condutores e será apresentada em Washington.

"Fomos convidados pelo segundo ano consecutivo para um evento organizado pelo centro internacional para políticas nas bebidas alcoólicas, o International Center for Alcohol Policies [ICAP], que vai decorrer nos dias 08 e 09 de outubro, em Washington", disse hoje à agência Lusa o secretário geral da Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE).

Mário Moniz Barreto explicou que a conferência vai juntar representantes da indústria de bebidas alcoólicas, de organizações internacionais e de governos "com interesse e trabalho desenvolvido nas políticas de redução de riscos e de danos causados pelo abuso de bebidas alcoólicas".

A ANEBE, responsável pela campanha que já tem mais de 10 anos, recebeu com "satisfação e orgulho" o convite para participar num módulo da conferência sobre avaliação de eficácia de campanhas.

A 100% Cool foi escolhida "como o melhor exemplo na Europa nesta área de campanhas de segurança rodoviária destinadas a jovens e com resultados no terreno testados e rigorosos", salientou Mário Barreto.

O responsável fez questão de realçar igualmente a importância do reconhecimento nacional do trabalho realizado na redução da sinistralidade rodoviária entre os jovens.

A campanha de prevenção rodoviária 100% Cool tem um âmbito nacional, foi especificamente definida para jovens e tem parcerias com a GNR e PSP, que contribuem com o reconhecimento dos jovens entre 18 e 30 anos em operações STOP selecionadas.

Nestas operações, os agentes de autoridade e a ANEBE entregam prémios, como combustível, utilização gratuita de ginásios ou fotografias em agências de modelos para recompensar os jovens que não consumiram álcool e vão conduzir.

É proposto que um dos jovens do grupo, rotativamente, se encarregue de conduzir os demais a casa em segurança, e esse jovem não consome álcool algum.

Os dados sobre evolução nos últimos 10 anos "são muito encorajadores", disse o responsável da ANEBE. Em 2004, o objetivo era reduzir o número de mortos nas estradas europeias para metade, até 2010, uma meta que em Portugal foi atingida em 2007.

Entre os 18 e 25 anos, a redução foi "muito mais significativa". Enquanto na

na população em geral a descida do número de mortes e feridos graves nas estradas foi de 50%, entre os mais jovens foi de 70%.

Quando se iniciou a campanha, morriam nas estradas nacionais cerca de 2.500 pessoas por ano e atualmente este número reduziu-se para cerca de 600 pessoas por ano, segundo números citados pela ANEBE.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.