Câmara retira licença de habitação ao prédio onde ocorreu explosão

Câmara retira licença de habitação ao prédio onde ocorreu explosão

 

Lusa/AO   Nacional   28 de Dez de 2007, 08:55

A Câmara de Setúbal retirou a licença de habitação ao prédio onde ocorreu uma explosão para garantir que o acesso dos moradores ao edifício seja feito com “toda a segurança”, anunciou hoje o vereador da Protecção Civil.

Em declarações à agência Lusa, o vereador Eusébio Candeias adiantou que a autarquia tomou esta medida “para que as regras de acesso ao prédio continuem a ser feitas com toda a segurança que se necessita enquanto estão a decorrer as obras” de reabilitação do edifício onde ocorreu a explosão a 22 de Novembro.

    Segundo o autarca, ainda não estão criadas as condições de segurança e os requisitos que o prédio necessita para ter a licença de habitação.

    Eusébio Candeias sublinhou que o acesso dos moradores às suas casas será estipulado por um plano que vai ser elaborado pela administração do prédio em colaboração com a Protecção Civil e os bombeiros.

    “A partir daí é que os moradores vão ter acesso ao prédio para retirar os seus bens e haveres até que a obra esteja concluída”, sustentou.

    O vereador explicou ainda que a decisão de cassação da licença de habitação surgiu na sequência da transferência do prédio para os moradores que irá decorrer às 11:00 de hoje.

    “A Câmara de Setúbal decidiu tomar esta medida de segurança para salvaguardar eventuais acessos feitos anarquicamente ao prédio correndo o risco de poder ocorrer algum acidente”, sustentou.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.