Câmara do Nordeste lança roteiro turístico para "vender emoções"

Câmara do Nordeste lança roteiro turístico para "vender emoções"

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   20 de Dez de 2016, 16:04

A Câmara do Nordeste lança esta terça-feira um roteiro turístico do concelho, um investimento de cerca de sete mil euros que visa "vender emoções" e rentabilizar as potencialidades ambientais, económicas e culturais para atrair mais visitantes.

"Temos de promover essa venda de emoções, rentabilizar aquilo que temos e dar oportunidade aos empresários locais para também terem retorno financeiro", afirmou à agência Lusa o presidente do município, Carlos Mendonça.

O Roteiro Turístico do Nordeste, uma obra bilingue (português e inglês) com 50 páginas e de distribuição gratuita, vai estar disponível nos postos de turismo do concelho (Vila do Nordeste e Caldeirões), nos restantes postos de turismo da ilha de São Miguel, bem como em todos os departamentos de Turismo da Região Autónoma dos Açores.

"Tem principalmente o mapeamento de todos os trilhos [existentes no concelho], os nossos pontos estratégicos de visita, as nossas características de alojamento local e a restauração", adiantou Carlos Mendonça, considerando que o roteiro está "muito bem conseguido e tem imagens muito interessantes".

Com 5.000 exemplares, o roteiro foi elaborado pela Câmara Municipal em colaboração com a primeira entidade sediada na incubadora de empresas do concelho, estrutura inaugurada em setembro de 2015.

Segundo Carlos Mendonça, a obra vai tornar "mais fácil vender e promover a marca Nordeste", orientando o turismo para a montanha e para a natureza, bem como para as atividades que lhe estão associadas.

"São aspetos que temos únicos e que se evidenciam dentro da própria ilha de São Miguel. A nossa mais-valia não está no mar, dadas as dificuldades em aceder a ele", referiu o autarca, sublinhando que nesta zona da ilha a costa é mais alta em relação ao nível do mar.

Os Graminhais, a Serra da Tronqueira, o Parque da Ribeira dos Caldeirões, com cinco moinhos de água do século XVI e os inúmeros miradouros existentes, são alguns do atrativos ambientais evocados por Carlos Mendonça para justificar uma visita ao Nordeste.

"Vale a pena visitar o Nordeste e qualquer pessoa que venha irá sentir-se bem, satisfeito por visitar a nossa natureza, os nossos trilhos e será bem recebido", assegurou o autarca, acrescentando que "quer a liberalização do espaço aéreo, quer o facilitismo das estradas sem custos para o utilizador (SCUT), têm permitido registar um aumento do fluxo de visitantes".

Para dar a conhecer o património cultural, religioso e paisagístico da Vila do Nordeste, o município lançou em abril de 2015 um roteiro turístico específico sobre a sede do concelho, que serviu de embrião para este projeto alargado a todo o território, que hoje é apresentado.

Por ordem do Rei D. Manuel I, em 1514, o Nordeste, na ilha de São Miguel, Açores, foi elevado a vila, comemorando o feriado municipal a 18 de julho.

Em 2014, o concelho celebrou 500 anos de história.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.