Câmara de Ponta Delgada não aumenta IMI

Câmara de Ponta Delgada não aumenta IMI

 

Lusa/AO On Line   Regional   28 de Set de 2010, 06:38

Os impostos municipais cobrados no concelho de Ponta Delgada, o mais populoso dos Açores, vão manter em 2011 os valores aplicados este ano, garantiu hoje fonte autárquica.

Na apresentação das propostas do executivo camarário sobre a matéria, hoje votadas na Assembleia Municipal, a presidente da autarquia, Berta Cabral, sustentou que a população do concelho “não consegue absorver mais aumentos de impostos, num momento de contenção e de dificuldades devido à crise”.

No caso do imposto municipal sobre imóveis (IMI), as taxas cobradas no concelho de Ponta Delgada vão manter-se nos 0,35 por cento para imóveis já avaliados e nos 0,7 por cento para imóveis antigos.

No que se refere à derrama aplicável ao imposto sobre rendimentos de pessoas coletivas (IRC), mantém-se a redução de 50 por cento para os empresários com volume de negócios inferior a 150 mil euros.

No caso do IMI, a proposta camarária foi aprovada pelo PSD com os votos contra do BE e do PP e com a abstenção do PS.

A proposta respeitante à manutenção da derrama foi aprovada com a abstenção de todos os partidos, à exceção do PSD.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.