Câmara de Ponta Delgada diz que Cultura "nunca será estrangulada"

Câmara de Ponta Delgada diz que Cultura "nunca será estrangulada"

 

Lusa/AO Online   Regional   26 de Jun de 2015, 16:45

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, nos Açores, afirmou hoje que "nunca a cultura será estrangulada" no concelho e que a distribuição de apoios financeiros pelos agentes culturais é feita com "objetividade".

“Por mais que seja tempo de austeridade e escassez, nunca a cultura será estrangulada nesta Câmara”, afirmou José Manuel Bolieiro na cerimónia de assinatura de protocolos com 60 agentes culturais do concelho, no âmbito do Plano Municipal de Apoio à Cultura.

Aos agentes culturais ligados ao teatro, música popular, música coral, filarmónicas, orquestras, grupos folclóricos, cultura académica e outras associações de todo o concelho de Ponta Delgada foi atribuído um valor total de 120 mil euros.

O autarca social-democrata referiu que a mensagem que pretende passar é de “confiança e realismo”, acrescentando que o relacionamento com os vários agentes culturais e recreativos municipais é feito “com objetividade” para “inviabilizar preferências, conhecimentos, amizades” e imprimir “um sentido ético e de liberdade” com todos.

Segundo José Manuel Bolieiro, há agentes culturais que receberão mais e outros menos, de acordo com o regulamento municipal que define critérios na distribuição das verbas, dado que “é necessário imprimir um sentido de justiça e equidade entre o que é igual e o que é diferente”.

Vincando que o atual executivo faz da cultura “uma opção estratégica”, José Manuel Bolieiro manifestou-se convicto de que a parceria do município com os agentes culturais locais é boa para a cidadania e para a identidade do povo, pelo que “a aposta na prata da casa e não na importação de artistas será sempre a prioridade” nas manifestações culturais no concelho.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.