Buscas da PJ para encontrar bebé desaparecido decorrem desde que foi dado o alerta


 

Lusa/AO Online   Nacional   5 de Jul de 2017, 09:13

As buscas para encontrar o bebé de 18 meses desaparecido na terça-feira, em Serzedelo, Póvoa de Lanhoso, distrito de Braga, decorrem desde que foi dado o alerta, disse à agência Lusa o coordenador da Polícia Judiciária de Braga.

“Estamos no terreno, ainda não paramos”, afirmou Gil Carvalho, referindo que nas buscas estão também envolvidos elementos da GNR e dos bombeiros, que a partir desta hora deverão contar com a ajuda de cães.

O responsável confirmou que o pai assim como “outras pessoas” estão a ser ouvidas, mas não adiantou qualquer hipótese para o que possa ter acontecido.

“Está tudo em aberto, estamos no terreno e não vamos desistir”, frisou.

O bebé desapareceu cerca das 20:00 de terça-feira da casa dos pais em Serzedelo, Póvoa de Lanhoso, distrito de Braga.

Em declarações à agência Lusa, uma fonte do Comando Operacional das Operações de Socorro (CDOS) de Braga disse que o alerta para o desaparecimento do menino foi dado às 22:00 de terça-feira, tendo-se sido iniciadas buscas em redor da aldeia de Serzedelo, mas posteriormente suspensas.

Nas buscas estiveram envolvidos quase três dezenas de bombeiros da Póvoa de Lanhoso, GNR e Polícia Judiciária, adiantou a proteção civil.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.