Banca

Bruxelas conclui que auxílio estatal ao BPP foi ilegal

Bruxelas conclui que auxílio estatal ao BPP foi ilegal

 

Lusa / AO online   Economia   20 de Jul de 2010, 11:51

A Comissão Europeia decidiu esta terça-feira, em Bruxelas, que a garantia do Estado português sobre um empréstimo de 450 milhões de euros concedido em 2008 ao BPP foi um auxílio estatal “ilegal e incompatível” e ordenou a Lisboa a recuperação do auxílio.
“A Comissão Europeia concluiu que a concessão de uma garantia do Estado sobre um empréstimo de 450 milhões de euros, concedido inicialmente em 2008 ao Banco Privado Português (BPP), constituía um auxílio estatal ilegal e incompatível e ordenou a Portugal a recuperação do auxílio”, informa o executivo comunitário em comunicado de imprensa.

Bruxelas considera que a garantia concedida a seis bancos em Portugal para o empréstimo ao BPP numa altura de crise financeira, em Dezembro de 2008 foi “ilegal e incompatível” em virtude do “incumprimento da sua obrigação de apresentar um plano de reestruturação e da reduzida taxa de remuneração da garantia paga pelo banco”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.