Euro/crise

Bruxelas aprova apoio aos bancos irlandeses


 

Lusa/AO online   Economia   21 de Dez de 2010, 11:25

A Comissão Europeia aprovou esta terça-feira a atribuição de cerca de 17,5 mil milhões de euros em ajudas estatais aos bancos irlandeses Anglo Irish, Allied Irish e INBS, sujeita, no entanto, ao desmantelamento ou reestruturação das instituições.
O executivo comunitário aceitou assim, de forma provisória, a operação de recapitalização no valor de 4,94 mil milhões de euros do banco Anglo Irish, 2,7 mil milhões de euros para o Irish Nationwide Building Society (INBS) e 9,8 mil milhões de euros para o Anglo Irish, que terá que criar um veículo para agregar os activos tóxicos que tem em carteira.

“Tanto o Anglo Irish como o INBS deverão submeter no início de 2011 um plano para a seu desmantelamento, enquanto o Allied Irish terá que entregar uma revisão do plano de reestruturação”, disse, em comunicado, o comissário europeu da Concorrência, Joaquín Almunia.

A avaliação da Comissão Europeia chegou à conclusão de que as medidas de auxílio aos bancos “são indispensáveis para resolver as dificuldades financeiras dos bancos e manter a confiança no mercado financeiro” irlandês.

Os apoios estatais irlandeses chegam aos bancos do país após a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) terem aprovado um plano de auxílio à Irlanda, que incluiu um apoio de 10 mil milhões de euros à recapitalização das instituições financeiras em dificuldades

O programa inclui empréstimos e garantias da União Europeia e do FMI, no valor de 67,5 mil milhões de euros, num mecanismo que visa reforçar as finanças públicas e o sector bancário irlandês.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.