Berta Cabral diz que projeto do cais de cruzeiros de Angra do Heroísmo deve ser reavaliado

Berta Cabral diz que projeto do cais de cruzeiros de Angra do Heroísmo deve ser reavaliado

 

Lusa / AO online   Regional   18 de Ago de 2012, 16:06

A candidata do PSD/Açores à presidência do Governo Regional, Berta Cabral, afirmou hoje que a construção de um cais de cruzeiros em Angra do Heroísmo, na Terceira, não é prioritária, defendendo ser mais urgente apoiar as empresas.

 

"Não estamos em tempo de fazer obras megalómanas sem haver uma retoma económica, sem darmos mais atenção às nossas empresas e aos nossos empresários, à criação de emprego e à revitalização da nossa economia", frisou Berta Cabral, para quem o projeto do cais de cruzeiros de Angra do Heroísmo "deve ser reavaliado".

Berta Cabral, que falava aos jornalistas no final de uma visita ao Porto da Praia da Vitória, considerou que há "tempo para reavaliar e para tomar as decisões acertadas à medida que a retoma económica se fizer".

A candidata social-democrata também não mostrou recetividade à criação de uma plataforma logística no Porto da Praia da Vitória, nem em qualquer outro porto do arquipélago, pelo menos, nesta altura.

"O novo modelo de transportes (defendido pelo PSD/Açores) privilegia a rotação e a capacidade de unir as nove ilhas e, portanto, não vai dar destaque especial a nenhuma delas", frisou, numa referência ao modelo de transporte misto de carga e passageiros que pretende ligar "as ilhas todas entre si, de 24 em 24 horas".

"Queremos fazer com que a carga circule entre todas as ilhas, de forma a que cada mercado individual de cada ilha faça parte de um mercado maior, que é o mercado Açores", salientou.

Berta Cabral admitiu, no entanto, que no futuro possa ser necessário dar maior destaque a um ou outro porto do arquipélago, consoante as necessidades dos empresários.

"Se, do ponto de vista da organização da iniciativa privada, este ou aquele porto requerer mais esta ou aquela infraestrutura, será a própria dinâmica que ditará isso e que fará com que então possamos corresponder às exigências do próprio mercado", afirmou.

Relativamente ao Porto da Praia da Vitória, Berta Cabral considerou que tem "condições para ser tudo o que se quiser", salientando que esta infraestrutura portuária pode ser mista, tendo em conta que "tem espaço, terraplenos, cais acostável e área de expansão".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.