Berta Cabral manifesta "grande vontade" em trazer para a região mais fundos comunitários

 Berta Cabral manifesta "grande vontade" em trazer para a região mais fundos comunitários

 

Lusa/AO online   Regional   30 de Ago de 2012, 14:05

A candidata do PSD/Açores à presidência do Governo Regional, Berta Cabral, manifestou hoje "grande vontade" de trazer para a região mais fundos comunitários, garantindo que os sociais-democratas "têm melhores condições" para fazer essa negociação

"Porque há já várias medidas esgotadas no PRORURAL gostaria de deixar aqui a minha grande vontade de diligenciar no sentido de podermos trazer para os Açores mais fundos comunitários, que hoje não estão a ser aproveitados a nível nacional", afirmou Berta Cabral aos jornalistas.

A candidata social-democrata falava após visitar uma das maiores explorações agrícolas da ilha de S. Miguel, de natureza familiar, que tem uma quota leiteira de seis milhões litros e cerca de 130 vacas.

"Vamos demonstrar que aqui somos capazes de executar melhor e de forma mais permanente, para que não haja retorno de verbas a Bruxelas", referiu, alegando ser fundamental rever os apoios, agilizar a forma destes serem aplicados e a sua aprovação para melhor ajudar os produtores.

Segundo disse a candidata, o PSD está em melhores condições de liderar esse processo porque tem técnicos "muito bons nesta área" no Governo da República e na União Europeia e a vantagem de quem "chega de novo, com uma nova argumentação e não tem de justificar o que está para trás".

Segundo Berta Cabral, é "imperioso apostar no apoio aos fatores de produção", algo que neste momento disse ser "um grande problema" para o setor agrícola, com perdas objetivas de rendimento.

"Os adubos subiram cerca de 60% ou mais, as rações subiram 98% nos últimos sete anos, o gasóleo subiu 90% nos últimos sete anos e o leite está estável. Isto significa que há uma perde de rendimento objetiva", sustentou.

A candidata alertou que os Açores têm pela frente "grandes desafios", como o futuro quadro comunitário de apoio 2014/2020, a reforma da Política Agrícola Comum (PAC) e do POSEI, sem esquecer as quotas leiteiras.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.