BE diz que PS falhou na resposta à criação de emprego

BE diz que PS falhou na resposta à criação de emprego

 

Lusa/AO Online   Regional   2 de Out de 2016, 19:28

A coordenadora do BE criticou hoje as políticas dos governos regionais do PS nos Açores, afirmando que os socialistas falharam na resposta à criação de emprego.

Catarina Martins disse que a maioria absoluta do PS tem sido “incapaz de responder às questões do emprego” e que “a falta de emprego nos Açores é um problema muito grave a que acresce a precariedade”.

A líder do bloco falava à Lusa na ilha do Pico, onde esteve esta tarde a visitar um projeto de turismo rural acompanhada por candidatos locais e por Paulo Mendes, o cabeça de lista pela ilha Terceira às legislativas regionais que se realizam a 16 de outubro.

No primeiro dia oficial de campanha eleitoral, Catarina Martins disse que o Governo Regional falhou nas políticas laborais, exemplificando que em vez de emprego existem estágios e que “as pessoas estão na extrema precariedade, as pessoas recebem bem abaixo do salário mínimo, onde deveria existir emprego relacionado com o turismo, crescem as pessoas que trabalham à hora”.

Além das questões relacionadas com a falta de trabalho, Catarina Martins disse que o BE propõe que seja criado um centro de investigação das ciências ligadas ao clima e ao mar, na ilha do Faial, onde já existem investigadores.

O BE propõe ainda que a base militar das Lajes, na ilha Terceira, deixe de ser um projeto militar “para que a posição geoestratégica dos Açores não sirva a subserviência aos Estados Unidos mas sim a riqueza e o emprego na região e passe a base civil para ser mais interessante do ponto de vista ambiental e de segurança”.

“Nestas eleições regionais achamos que é muito importante que o Partido Socialista perca a maioria absoluta”, reafirmou Catarina Martins, acrescentando que o “BE é a força política que neste momento apresenta um projeto político para a economia, um projeto social concreto para a Região Autónoma dos Açores e a nível nacional é a força tem dado a segurança às pessoas de que é fiel aos seus compromissos”.

Nas últimas eleições regionais, realizadas a 14 de outubro de 2012, o PS venceu com maioria absoluta e elegeu 31 deputados, seguido de PSD, com 20 mandatos e CDS-PP com três. BE, CDU e PPM elegeram um parlamentar cada.

Com apenas uma deputada eleita, um dos objetivos do BE é a formação de um grupo parlamentar.

Para a votação de dia 16 estão inscritos cerca de 228 mil eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.