Bar ‘vazio’ do Jardim António Borges vai ter novo concurso

Bar ‘vazio’ do Jardim António Borges vai ter novo concurso

 

Rui Jorge Cabral   Regional   18 de Dez de 2010, 13:58

A Câmara Municipal de Ponta Delgada deverá lançar até meados do próximo ano um novo concurso para a exploração do Bar do Jardim António Borges, fechado desde Outubro, quando a anterior concessionária não quis renovar a exploração
Em parte porque o bar tem sido sujeito a assaltos nocturnos, uma vez que o Jardim António Borges só tem segurança privada até às 18 horas durante o Inverno e até às 20/21 horas durante o Verão e é precisamente durante a madrugada que os assaltos acontecem.

A isso junta-se também a pouca visibilidade que o bar tem no contexto da cidade de Ponta Delgada, o que torna difícil a sua exploração rentável durante todo o ano. Após vários assaltos - sobretudo até há um ano atrás e um deles com particular violência (ver foto) - o bar ficou sem concessão e com o problema da segurança nocturna por resolver. Por um lado, a Câmara entende que não pode suportar a segurança nocturna no jardim, quando é apenas o bar que está em causa e, por outro lado, os concessionários dizem não poder assumir esse custo, que seria inviável dada a rentabilidade do espaço.

E pelo que o Açoriano Oriental apurou junto da Câmara Municipal de Ponta Delgada, o novo concurso para o bar vai ser lançado sem qualquer referência à segurança nocturna, o que quer dizer que o futuro concessionário terá, ou de assumir os riscos de ser assaltado à noite, ou então tentar uma negociação com a Câmara, à margem da concessão, que garanta a segurança nocturna do Jardim António Borges, o que até agora não foi conseguido.

Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano Oriental de sábado,
dia 19 de Dezembro de 2010


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.