Autarca socialista queixa-se de apoio insuficiente do Governo dos Açores nas obras do polivalente

Autarca socialista queixa-se de apoio insuficiente do Governo dos Açores nas obras do polivalente

 

Lusa/AO Online   Regional   29 de Dez de 2014, 17:55

O presidente da Junta de Freguesia de Pedro Miguel, na ilha do Faial, queixou-se hoje de apoio insuficiente do Governo dos Açores nas obras de ampliação do polivalente local, que já se arrastam há oito anos.

Em declarações aos jornalistas, no final da cerimónia de assinatura de um protocolo com a Câmara Municipal da Horta, o socialista José Matos lamentou que o Governo Regional [da mesma cor política], não tenha ajudado mais naquele investimento, orçado em cerca de meio milhão de euros.

"A Câmara Municipal tem-nos apoiado imenso! Tudo isto que está feito até ao momento tem sido com o apoio da Câmara e era nosso desejo que também o Governo se chegasse um bocadinho mais à frente", disse o autarca de Pedro Miguel, lembrando que a freguesia também pertence ao arquipélago dos Açores.

José Matos adiantou, porém, ter já o compromisso do Governo de que vai financiar as obras de ampliação do polivalente de Pedro Miguel em 30 mil euros, que serão utilizados para suportar os encargos com os arranjos exteriores do edifício.

Indiferente às críticas, o presidente da Câmara Municipal da Horta, José Leonardo Silva, também eleito pelo Partido Socialista, lembrou que agora "é tempo de resolver o problema", e ajudar a terminar a obra, que considerou ser essencial para a freguesia.

"Este é um processo que se foi desenrolando ao longo dos anos. É claro que nós queríamos que fosse mais rápido. Houve alguns contratempos, mas agora estamos na altura de resolvermos esta questão", destacou o presidente do município.

A Câmara Municipal da Horta já investiu mais de 400 mil euros nas obras de ampliação do polivalente de Pedro Miguel, que se espera fiquem concluídas no final de 2015, de forma a poder retomar os convívios de idosos e os eventos culturais.

Situada a oito quilómetros da cidade da Horta, a freguesia de Pedro Miguel foi muito danificada pelo terramoto de 1998, cuja imagem de destruição ainda prevalece, até aos dias de hoje, na igreja paroquial, que continua por recuperar, passados mais de 16 anos do sismo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.