Autarca de Ponta Delgada promete rigor na gestão e "fazer o que se pode pagar"

Autarca de Ponta Delgada promete rigor na gestão e "fazer o que se pode pagar"

 

Lusa/AO Online   Regional   24 de Out de 2017, 14:15

O presidente da Câmara de Ponta Delgada, o social-democrata José Manuel Bolieiro, reiterou hoje a opção pelo "rigor financeiro e no controlo da dívida", assegurando que vai “fazer o que se pode pagar”.

“Reafirmaremos a opção pelo rigor na gestão financeira e no controlo da dívida. Fazer o que se pode pagar e pagar o que se deve a tempo e horas foi e é muito importante para o futuro”, disse José Manuel Bolieiro, reeleito a 01 de outubro para um segundo mandato na presidência do maior município açoriano, onde o PSD conquistou cinco mandatos e o PS quatro.

Agradecendo a “confiança renovada” que obteve nas eleições autárquicas, o presidente do município garantiu que vai manter “uma política responsável e de confiança”, numa missão que considerou “difícil e ambiciosa” para corresponder às expectativas das pessoas.

“Estou empenhadíssimo em reassumir a governação de Ponta Delgada, com competência, diálogo e com a devida e desejável concertação entre a pluralidade de agentes que concorrem, quotidianamente, para aperfeiçoar as nossas decisões e formar as devidas deliberações”, salientou.

José Manuel Bolieiro insistiu que a gestão autárquica terá “sempre em conta os verdadeiros meios” ao dispor e "o contexto económico e financeiro", pois “a política irresponsável tem vida curta”.

No discurso, o autarca traçou como prioridade as políticas direcionadas para as pessoas, no seu progresso social, educativo e cultural, deixando um compromisso com os mais desfavorecidos para que, em parceria com o Governo Regional, do PS, sejam feitos todos os esforços para reduzir o número de pessoas sem-abrigo no concelho.

O presidente da câmara reafirmou que não vai olhar “às cores partidárias” e vai ter “um procedimento transparente, imparcial, previsível, regular e certo nas transferências financeiras municipais para as juntas de freguesias”.

Atendendo “ao aumento do investimento privado, tanto em reabilitação e regeneração, como em construção nova”, José Manuel Bolieiro defendeu que se impõe “reforçar os recursos para uma resposta mais cabal” e prometeu “uma progressiva eliminação dos pontos negros do urbanismo do concelho nas áreas inacabadas ou abandonadas através do reforço dos incentivos” municipais.

Bolieiro elencou ainda como prioridades o empreendedorismo, inovação, emprego, cultura e valorização de Ponta Delgada como a maior bacia leiteira dos Açores.

“Não me revejo na atitude e nos discursos que só veem defeitos e só falam em dificuldades. Revejo-me na atitude que aponta soluções, que mobiliza as pessoas”, destacou o autarca que felicitou ainda “a postura do PS” ao acordar com o PSD uma lista conjunta para a mesa da Assembleia Municipal.

Na presidência da Assembleia Municipal mantém-se Francisco Rego Costa (PSD), enquanto Graça Rego e Humberto Bettencourt, ambos do PS, são os secretários da mesa.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.