Ataque no aeroporto efetuado "provavelmente" por 2 suicidas


 

Lusa/AO online   Internacional   22 de Mar de 2016, 16:51

As duas explosões que ocorreram no aeroporto internacional de Bruxelas foram "provavelmente" efetuadas por dois suicidas e a polícia está a procurar "ativamente" um terceiro suspeito, afirmou o Ministério público federal belga.

 

“Várias investigações estão em curso em vários locais do país, várias testemunhas estão a ser igualmente ouvidas”, precisou o procurador federal, Frédéric Van Leeuw, durante uma conferência de imprensa.

Na mesma ocasião, as autoridades belgas consideraram ser “ainda muito cedo” estabelecer uma ligação entre os ataques no aeroporto internacional de Zaventem e na estação de metro de Maelbeek (junto às instituições europeias) e os atentados ocorridos em Paris a 13 de novembro de 2015.

“É muito cedo para estabelecer uma ligação com os ataques em Paris”, disse o procurador federal Frédéric Van Leeuw, na mesma conferência de imprensa, que também contou com a presença do primeiro-ministro belga Charles Michel.

Os ataques na capital belga ocorreram quatro dias depois da detenção num bairro em Bruxelas de Salah Abdeslam, um dos principais suspeitos dos atentados na capital francesa que fizeram 130 mortos. Vários alegados cúmplices de Salah Abdeslam continuam em fuga.

Pelo menos 34 pessoas morreram e perto de duas centenas ficaram feridas nas três explosões registadas hoje em Bruxelas – duas no aeroporto internacional de Zaventem e uma na estação de metro de Maelbeek, junto às instituições europeias, no centro da capital belga.

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou entretanto os atentados na capital belga.

O nível de alerta terrorista na Bélgica foi elevado para quatro, o máximo da escala.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.