Associação de Lesados e Santander negoceiam solução para obrigacionistas recuperarem investimento

Associação de Lesados e Santander negoceiam solução para obrigacionistas recuperarem investimento

 

Lusa/AO Online   Regional   14 de Mai de 2016, 11:01

A Associação de Lesados do Banif está em negociações com o Santander Totta para encontrar uma solução para os obrigacionistas subordinados do Banif, que ficaram no 'banco mau', que lhes permita recuperar o dinheiro investido.

A informação foi dada à Lusa pela própria associação, que adiantou que a primeira ronda de negociações decorreu na última sexta-feira.

Em causa estão 263 milhões de euros, não se sabendo ainda que valor poderá ser recuperado.

A Associação de Lesados do BANIF (ALBOA) vai ser ouvida na Comissão de Inquérito ao Banif na próxima semana, 17 de maio, sendo representada pelo presidente, Jacinto José Brito da Silva, pelo responsável pelo apoio direto aos lesados dos Açores, Carlos Alberto da Conceição Martins e pelo advogado Nuno Silva Vieira.

A 20 de dezembro do ano passado, o Governo e o Banco de Portugal anunciaram a resolução do Banif com a venda da atividade bancária ao Santander Totta por 150 milhões de euros e a criação da sociedade-veículo Oitante para a qual foram transferidos os ativos que o Totta não quis comprar.

O Banif S.A. continua a existir, tendo ficado aí as posições dos acionistas e dos obrigacionistas subordinados. Neste 'banco mau' - à semelhança do 'banco mau' BES – ficaram ainda as operações que o banco tinha no Brasil e em Cabo Verde.

A Associação de Lesados do Banif trabalha ainda com clientes que investiram dinheiro em obrigações Rentipar e acções BANIF, a quem garante que “continuará a prestar assistência técnica e jurídica”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.