Ampliação Porto de Rabo de Peixe fortalece competitividade da Pesca

Ampliação Porto de Rabo de Peixe fortalece competitividade da Pesca

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Dez de 2014, 18:06

O presidente do Governo dos Açores afirmou hoje que a ampliação do porto de Rabo de Peixe, um investimento superior a 16 milhões de euros (ME) e que vai beneficiar cerca de mil pescadores, fortalece a competitividade do setor.

“Este investimento assume-se não apenas como uma obra que é capaz de fortalecer as condições do exercício da atividade da pesca, como uma obra que fortalece a competitividade da atividade piscatória aqui em Rabo de Peixe”, afirmou Vasco Cordeiro, alegando que este investimento “abre novos horizontes e potencialidades” para atividades como a náutica de recreio e atividades marítimo turísticas.

O presidente do Governo falava na cerimónia de inauguração da obra de ampliação do Porto de Pescas da vila de Rabo de Peixe, no concelho de Ribeira Grande, ilha de S. Miguel, um porto com cerca de 100 embarcações e que serve uma comunidade com cerca de 1.000 pescadores.

A obra, comparticipada por fundos comunitários, ultrapassou os 16 ME e incluiu a construção de dois novos contra molhes, uma nova área de abrigo, correspondente a cerca de três hectares e meio, um terrapleno com 19 mil metros quadrados, três pontes cais com cerca de 90 metros cada e um espaço de atracação com mais de 660 metros.

Para Vasco Cordeiro este conjunto de novas infra estruturas visam “dar melhores condições” a quem trabalha neste porto, que disse ser “um dos principais portos da região” e desafiou toda a população local a estimar e cuidar desta obra hoje inaugurada.

Durante a cerimónia, que contou com a atuação da banda filarmónica de Rabo de Peixe, Vasco Cordeiro anunciou que durante 2015 será lançado o concurso para a construção de mais 30 casas de apresto no porto de Rabo de Peixe, um investimento orçado em cerca de 400 mil euros.

Segundo disse, o potencial deste porto vai para além do setor da pesca, uma vez que detém uma zona dedicada à reparação e manutenção de embarcações, zona de estacionamento para a pesca, mas também para embarcações de recreio e atividade marítimo turísticas.

No próximo ano o Governo dos Açores vai avançar com um conjunto de intervenções em várias ilhas, que pretendem melhorar as condições de trabalho das comunidades piscatórias, com destaque para a valência de pescas do porto das Poças, em Santa Cruz das Flores, reforço da proteção do porto da Manhenha, nas Lajes do Pico e reforço das condições de operacionalidade e segurança do porto da Ribeira Quente, na Povoação.

Ao nível da rede de frio, Vasco Cordeiro revelou que serão instaladas em 2015 centrais nos portos da Praia da Vitória, Madalena, São Mateus e Horta, estando, ainda, previstas intervenções nas lotas de Vila do Porto, Madalena e a conclusão do entreposto frigorífico de Ponta Delgada.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.