Amnistia pede a Sarkozy para não estigmatizar "ciganos e nómadas"


 

Lusa / AO online   Internacional   23 de Jul de 2010, 17:13

A Amnistia Internacional pediu esta sexta-feira a Nicolas Sarkozy para não estigmatizar “os ciganos e os nómadas”, a propósito da reunião que o presidente francês convocou para a próxima semana sobre “os comportamentos de alguns” elementos dessa população.
Sarkozy anunciou a realização dessa reunião depois dos incidentes violentos do fim-de-semana passado e do princípio desta semana no centro do país, na sequência da morte de um jovem cigano alvejado por um polícia.

A Amnistia, à qual se associaram neste apelo organizações francesas anti-racistas, pediu a Sarkozy para não estigmatizar uma população – com 95 por cento de franceses e dois terços sedentários – e que “trabalhe para combater a discriminação” na referida reunião.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.