NATO

Aliança apoiará militarmente Ucrânia, plano de paz assinado sexta-feira

Aliança apoiará militarmente Ucrânia, plano de paz assinado sexta-feira

 

Lusa/AO Online   Internacional   4 de Set de 2014, 14:07

O Presidente ucraniano afirmou que será assinado na sexta-feira um plano de cessar-fogo para terminar o conflito com os separatistas pró-russos no leste, indicando que a NATO está disponível para apoiar militarmente a Ucrânia.

"Amanhã [sexta-feira] será assinado em Minsk um documento que prevê a introdução gradual do plano de paz para a Ucrânia", afirmou Poroshenko à margem da cimeira da NATO que começou hoje no País de Gales.

Poroshenko, que se reuniu com os líderes dos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, Itália e França, afirmou que "é muito importante" que o primeiro passo num plano de paz garanta um cessar-fogo.

Representantes das autoridades ucranianas, russas, rebeldes separatistas pró-russos e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa sentam-se à mesma mesa na sexta-feira na capital da Bielorrússia.

Poroshenko afirmou também que os membros da Aliança Atlântica deverão adotar uma declaração defendendo mais apoio militar a Kiev para enfrentar o que a NATO considera uma agressão russa.

"Na sua declaração, a NATO apoiará ações firmes bilaterais por parte dos seus membros para apoiar uma ajuda militar e tecnológica à Ucrânia", indicou.

"Era exatamente isto que estávamos à espera", referiu.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.