Advogado encoraja ex-trabalhadores sindicalizados no Canadá a reaverem dinheiro das contribuições

Advogado encoraja ex-trabalhadores sindicalizados no Canadá a reaverem dinheiro das contribuições

 

LUSA/AO Online   Regional   7 de Nov de 2015, 13:53

O advogado canadiano Richard Boraks disse à agência lusa que vai estar nos Açores entre hoje e 11 de novembro para "encorajar" antigos trabalhadores sindicalizados no Canadá a reaverem o dinheiro de contribuições efetuadas.

"Foi-me dito pelas autoridades canadianas que há entre oito a dez mil antigos trabalhadores sindicalizados que regressaram aos Açores nos últimos vinte anos. Pretendo encorajá-los a reaverem o dinheiro dessas contribuições", disse Richard Boraks. O advogado especializado em imigração vai ao arquipélago açoriano aconselhar os ex-trabalhadores que eram sindicalizados, de que podem requerer o dinheiro de descontos das pensões, independentemente de terem trabalhado "ilegalmente" no Canadá ou com o cartão de contribuinte "de uma outra pessoa". Boraks considerou que a iniciativa é uma forma de pressionar o governo federal canadiano a disponibilizar mais vistos para os trabalhadores estrangeiros ilegais e disse esperar que o novo governo federal liberal (centro - esquerda), que tomou posse em 4 de novembro, terá uma "maior abertura" do que o anterior (conversador) sobre questões de imigração. O advogado lançou a iniciativa em agosto passado, havendo já 20 requerimentos de antigos trabalhadores, dos quais três já resultaram no reembolso das contribuições. Alguns sindicatos devolvem 100% das contribuições anuais mais juros, que podem ser significativos, enquanto outros sindicatos descontam e pagam 47% sem juros. Antes de os trabalhadores portugueses obterem o dinheiro, o Governo canadiano deduz 25%.  O advogado vai estar hoje na Ribeira Grande (S. Miguel), seguindo depois para Rabo de Peixe (S. Miguel). No dia 9 de novembro estará na ilha do Pico, encontrando-se a preparar também uma deslocação à ilha Terceira. Os portugueses e luso-descendentes residentes no Canadá estão calculados em cerca de 550 mil, a grande maioria localizada em Ontário.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.