Administração manifestou em "tempo oportuno" discordância sobre concessão a privados

Administração manifestou em "tempo oportuno" discordância sobre concessão a privados

 

Lusa/AO online   Nacional   27 de Ago de 2012, 18:29

A administração da RTP disse que manifestou em "tempo oportuno" junto do Governo a sua discordância perante o cenário de uma concessão a um privado da empresa, como anunciado na semana passada

"O Conselho de Administração da RTP considera descabido do ponto de vista institucional a divulgação pública de opiniões favoráveis a um dos cenários ainda em análise, sentindo-se por isso obrigado a divulgar publicamente que manifestou, em tempo oportuno, a sua discordância relativamente a este cenário", aponta o órgão presidido por Guilherme Costa em nota divulgada esta tarde à imprensa.

O economista e consultor do Governo António Borges considerou na semana passada, em entrevista à TVI, que a possibilidade de concessionar a RTP1 a investidores privados é um cenário "muito atraente", mas assegurou que nada está ainda decidido sobre o futuro da empresa.

A RTP2 irá "muito provavelmente" fechar, independentemente do cenário a adotar para o futuro da empresa, em razão do seu avultado custo, para reduzidas audiências, prosseguiu o consultor do executivo, na entrevista à TVI.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.