Itália

Adiado julgamento por fraude fiscal de Silvio Berlusconi


 

Lusa / AO online   Internacional   8 de Mar de 2010, 15:31

O julgamento da alegada fraude fiscal do grupo de comunicação Mediaset, propriedade do primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, foi esta segunda-feira adiado de novo por não se ter apresentado qualquer testemunha.
As fortes medidas de segurança adoptadas hoje na sede do Tribunal de Milão tinham criado a expectativa de que o primeiro-ministro italiano compareceria, mas, mais uma vez, o acusado não compareceu.

Perante a ausência de testemunhos, o juiz do caso, Edoardo D'Avossa, viu-se obrigado a adiar a audiência para 12 de Abril, à qual o primeiro-ministro italiano não poderá comparecer como anunciaram hoje os advogados, que explicaram que estará em viagem oficial a Washington.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.