Açores reduzem prazo de pagamento a fornecedores mas empresários queixam-se

Açores reduzem prazo de pagamento a fornecedores mas empresários queixam-se

 

Lusa/AO Online   Regional   4 de Mai de 2017, 15:42

O Governo dos Açores revelou hoje que paga, em média, aos seus fornecedores em apenas 13 dias, mas os empresários açorianos continuam a queixar-se de demoras.

De acordo com uma nota de imprensa hoje divulgada pelo Gabinete de Apoio à Comunicação Social dos Açores, com base nas estatísticas da Direção Geral do Orçamento, a Administração Regional açoriana, conseguiu baixar os prazos médios de pagamento, nos primeiros três meses de 2017, em 35 dias.

"Esta nova diminuição, que se verifica também por comparação com o trimestre anterior em 8,4%, dá cumprimento aos objetivos determinados pelo Governo dos Açores em relação aos prazos de liquidação dos compromissos da administração pública", salienta o executivo açoriano, na mesma nota.

Estes números não coincidem, no entanto, com aquela que é a perspetiva dos empresários açorianos, que continuam a queixar-se de demoras nos pagamentos a fornecedores, por parte da região.

Carlos Morais, que atualmente preside à Câmara do Comércio e Indústria dos Açores (a presidência é rotativa), disse à Lusa que os seus associados "não têm sentido o que é agora anunciado", questionando mesmo como é feita esta contabilidade dos prazos de pagamento.

"Não sei como é contabilizada esta situação, mas não é este o feedback que nós temos dos nossos associados, que falam de prazos de pagamento muito mais dilatados do que os próprios 30 dias, inclusivamente", insistiu o empresário.

O líder dos empresários açorianos admite que se notou uma redução no prazo de pagamentos a fornecedores nos Açores durante o ano passado, mas lembra que, ainda assim, está "muito longe" dos prazos agora divulgados.

"No ano de 2016, em algumas situações, foi melhorado em muito o prazo dos pagamentos aos fornecedores", explicou Carlos Morais, recordando que este ano, pelo facto do Orçamento Regional só ter sido aprovado em março na Assembleia Legislativa dos Açores, "existem muitas faturas por liquidar", ainda relativas a janeiro e fevereiro.

De acordo com os números hoje divulgados, a redução dos prazos de pagamento de toda a administração regional (incluindo os departamentos do governo, as empresas públicas e os serviços e fundos autónomos) diminuiu 24,3%, situando-se agora nos 109 dias.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.