Açores querem tratamento prioritário para navios que abastecem arquipélago

Açores querem tratamento prioritário para navios que abastecem arquipélago

 

Ana Carvalho Melo   Regional   14 de Dez de 2012, 13:45

O secretário regional do Turismo e Transportes reivindicou ao Governo da República um tratamento prioritário no Porto de Leixões para todos os barcos com origem e destino nos Açores, como forma de minimizar os efeitos da greve dos estivadores no Porto de Lisboa.

De acordo com nota do GACS, Vítor Fraga, numa carta enviada quinta-feira ao ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, solicita que “sejam dadas indicações à autoridade portuária do Porto de Leixões para que todos os barcos que têm origem e destino nos Açores tenham prioridade no tratamento da carga e no atendimento, fugindo assim aos constrangimentos existentes no Porto de Lisboa”.
 
Nesta carta, o secretário regional alerta Álvaro Santos Pereira para as consequências da greve de estivadores do Porto de Lisboa na economia açoriana, fortemente dependente do abastecimento por via marítima.

O Secretário Regional do Turismo e Transportes solicitou ainda ao ministro da Economia a verificação da legalidade da taxa de greve que os transportadores passaram a aplicar desde quinta-feira e que consiste na cobrança de 50 euros por cada contentor de 20 pés e 100 euros por contentor de 40 pés com origem em Lisboa, dado que esta taxa é “extremamente gravosa para as empresas açorianas”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.