Presidenciais

Abstenção é o "grande inimigo de Cavaco Silva"

Abstenção é o  "grande inimigo de Cavaco Silva"

 

Lusa/AO online   Regional   28 de Dez de 2010, 15:09

A presidente do PSD/Açores, Berta Cabral, alertou esta terça-feira para a necessidade de “desinquietar” os eleitores para que votam nas presidenciais de Janeiro, considerando a abstenção o “grande inimigo de Cavaco Silva”.
“Temos que desinquietar os açorianos para que votem na candidatura que traz maior garantia a Portugal”, advertiu a dirigente social-democrata na abertura das instalações de apoio à campanha de Cavaco Silva em Ponta Delgada.

Alegando que na actual conjuntura “Portugal precisa mais de Cavaco Silva do que Cavaco Silva de Portugal”, Berta Cabral sublinhou que face a um Governo “sem autoridade para pedir sacrifícios” o Presidente da República em funções é a única pessoa com “credibilidade” para solicitar os esforços necessários à resolução da crise.

“Não é com este Governo que agora nos apela a sacrifícios quando foi ele que nos colocou nesta situação” e que “não tem autoridade para pedir os sacrifícios que está a pedir”, que se pode ultrapassar a crise, considerou.

Maria do Céu Patrão Neves, mandatária regional da candidatura de Cavaco Silva, assegurou, por seu lado, o empenho já demonstrada pelo candidato de valorização da autonomia açoriana.

“Cavaco Silva não só valoriza a autonomia do arquipélago, como excelente exemplo de progresso económico e de desenvolvimento, como respeita integralmente os seus órgãos de governo próprios”, revelando-se também “sensível ás especificidades açorianas, no reconhecimento destas exigirem apoios adequadas por parte, nomeadamente, da União Europeia”, afirmou.
    

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.