Abandonar a União Europeia custaria ao Reino Unido 300 mil milhões de euros

Abandonar a União Europeia custaria ao Reino Unido 300 mil milhões de euros

 

Lusa/AO Online   Internacional   27 de Abr de 2015, 18:57

Uma eventual saída da União Europeia custaria ao Reino Unido mais de 300 mil milhões de euros, enquanto para outros países o custo seria menor caso saíssem da UE, revela um estudo da Fundação Bertelsmann hoje divulgado.

O estudo da fundação alemã, realizado em conjunto com o Instituto Ifo, de Munique, mostra ainda que um possível ‘Brexit’ (termo utilizado para designar a saída da Grã-Bretanha da UE), teria custos sociais e políticos para todos os países da União Europeia.

O documento assinala que o cálculo dos efeitos económicos de um eventual 'Brexit' tem vulnerabilidades e que há de ter em conta os períodos de transição.

No estudo, os especialistas delineiam dois cenários possíveis para estimar os efeitos de um 'Brexit' no Reino Unido e nos países da UE.

No melhor dos casos, depois de deixar a UE, o Reino Unido receberia um estatuto semelhante ao da Suíça, mantendo um acordo de livre comércio com os países da União Europeia.

Na pior das hipóteses, perderia todos os privilégios comerciais decorrentes da adesão à UE.

Segundo o documento, no pior dos cenários os efeitos negativos do 'Brexit' em 2030 traduzir-se-iam numa quebra do Produto Interno Bruto entre 0,6% e 3%, em relação à permanência na UE.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.