2010 é um dos piores anos agrícolas dos últimos vinte anos

2010 é um dos piores anos agrícolas dos últimos vinte anos

 

Isidro Fagundes/ Rui Jorge Cabral   Regional   15 de Ago de 2010, 14:38

O ano de 2010 tem sido “um dos piores anos agrícolas dos últimos 20 anos” e a situação dos pequenos produtores de leite é “grave” e tende a piorar com o encerramento em São Miguel de vários postos de leite por parte da BEL, uma das principais indústrias do leite com presença na Região.
O cenário é avançado por Jorge Rita, presidente da Associação Agrícola de São Miguel, em entrevista ao Açoriano Oriental.

“Em termos agrícolas”, refere Jorge Rita, “este ano tem sido dos piores dos últimos vinte anos, principalmente ao nível dos rendimentos, porque sabemos a que preço o leite é pago - e é preciso que fique bem claro que é miserável o preço que pagam pelo leite na Região Autónoma dos Açores - para além de os custos de produção continuarem a subir substancialmente e os nossos rendimentos serem cada vez mais baixos.”

Para além do aumento dos custos de produção e do baixo preço a que o leite é pago aos produtores (ver caixa), diz-nos Jorge Rita que o encerramento em São Miguel de postos de leite por parte da BEL, um dos principais fornecedores de produtos lacticínios na Região, tem vindo a agravar a situação, na medida em que prejudica principalmente os pequenos produtores.

No entender do presidente da Associação Agrícola de São Miguel, o encerramento de postos de leite da BEL é uma situação “lamentável, até porque esses postos de leite foram feitos com apoio da Comunidade Europeia e do Governo Regional.”

A justificação avançada pela empresa para o encerramento de postos de leite em São Miguel é a rentabilização dos custos, o que, lamenta Jorge Rita, “nunca tem repercussões positivas nos produtores.”

“Lamentamos profundamente esta situação, que é dramática para os agricultores, principalmente para os chamados produtores pequenos. Para além da BEL andar a fechar postos, discrimina muito negativamente os pequenos lavradores. É uma situação verdadeiramente lamentável”, frisou o presidente da Associação Agrícola.

Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano Oriental de domingo,
Dia 15 de Agosto de 2010


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.