Cimeira NATO

18 detidos e 181 estrangeiros impedidos de entrar em Portugal desde quarta-feira


 

Lusa/AO online   Nacional   19 de Nov de 2010, 11:11

Dezoito pessoas foram detidas e 181 estrangeiros foram impedidos de entrar no país entre as 00:00 de quarta-feira e as 10:00 desta sexta-feira, segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).
Na sequência do controlo das fronteiras portuguesas devido à cimeira da NATO, foi recusada a entrada no país a 181 estrangeiros “por razões de ordem pública e segurança nacional no contexto das medidas de segurança” relacionadas com a reunião da Aliança Atlântica em Lisboa, refere o relatório do SEF.

Aquele serviço de segurança adianta que na fronteira do Caia foram entregues às autoridades espanholas dois estrangeiros procurados, um por homicídio e outro para cumprimento de pena de prisão. Em Castro Marim, o SEF entregou às autoridades espanholas um estrangeiro referenciado por crimes de furto e agressão.

Nas fronteiras portugueses foram controlados nos três últimos dias 123244 pessoas e efectuadas 18 detenções.

Na fronteira do Caia foram detidas cinco pessoas e em Castro Marim outras cinco. Em Chaves as autoridades fizeram duas detenções e em Quintanilha mais duas. A maioria das detenções é por tráfico de estupefacientes, uso de documentos falsos e posse de armas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.