Não podemos ignorar o que ouvimos de cidadãos, parceiros sociais e alguns partidos. Nos Açores, a democracia vive com o garrote das dependências públicas. E ouve-se que as pessoas não se manifestam, não reivindicam ou não participam na vida pública porque têm...