Estudos arqueológicos podem indicar presença prévia ao povoamento das ilhas

Regional /
Ilha Graciosa

2591 visualizações   

Estudos arqueológicos a estruturas e objetos existentes, a realizar, nos Açores podem demonstrar uma presença no arquipélago anterior à data do povoamento, registado no século XV pela História, disse à Lusa o arqueólogo Nuno Ribeiro.
 

“Há elementos inéditos – hipogeus [túmulos escavados nas rochas] – que têm paralelo com outros do Mediterrâneo, construídos entre os séculos X e III antes de Cristo (a.C.) e não sabemos quem os fez nem por que estão aqui nos Açores”, explicou o arqueólogo.

Nuno Ribeiro falava à margem de uma conferência promovida pela Associação Portuguesa de Investigação Arqueológica, na sede da associação espeleológica local “Os Montanheiros", para apresentar pela primeira vez em Portugal imagens de vários sítios arqueológicos descobertos nos Açores.

Das apresentações fizeram parte um hipogeu e outros vestígios escavados na rocha, provavelmente um santuário proto-histórico situado no Pico do Facho - ambos no Monte Brasil - e um outro na ilha do Corvo.

“Estes vestígios podem indiciar um registo proto-histórico de povos que aqui tivessem permanecido por breves ou longos períodos, mas falta efetuar trabalho de prospeção arqueológica, que nunca foi feito, para se poderem tirar conclusões”, defende o especialista.

Nuno Ribeiro preconiza a criação de “uma carta arqueológica terrestre dos Açores” e aponta a necessidade de “um maior acompanhamento das questões arqueológicas quer nos centros históricos quer na realização das grandes obras públicas”.

“Nos substratos das atuais vilas e cidades do arquipélago açoriano poderão existir as respostas que ainda nos faltam”, disse.

De acordo com o arqueólogo, “a confirmação sobre o povoamento dos Açores só poderá ser feita através de estudos arqueológicos”.

Com esse fim, Nuno Ribeiro e a também arqueóloga Anabela Joaquinito concorreram a um financiamento da direção regional da Cultura dos Açores para prosseguir as investigações sobre estes achados, que já estão referenciados nas ilhas do Corvo, Terceira e Santa Maria.

Diário de Notícias Dinheiro Vivo Jornal de Notícias Notícias Magazine O Jogo TSF Volta ao Mundo Açoriano Oriental DN Madeira Jornal do Fundão