Vandalismo coloca à deriva seis embarcações no Porto da Horta

Regional /

815 visualizações   

Seis embarcações que se encontravam atracadas no Porto da Horta, no Faial, ficaram esta quinta-feira danificadas depois de, num ato de vandalismo, terem sido soltas as amarras que as prendiam ao cais, revelou o capitão daquele porto açoriano.
 
Fernando Horta salientou à Lusa que cinco barcos de pesca e um mini-rebocador ficaram à deriva durante a madrugada no interior do Porto da Horta, depois de desconhecidos terem “soltado as amarras que seguravam os barcos ao cais”.

O barco de pesca 'Entre Marés' foi o que teve estragos mais avultados, devido a um rombo no casco resultante de uma colisão com o molhe da Avenida 25 de Abril, marginal à baía da Horta.

A situação só não foi mais grave devido à intervenção de um agente da Polícia Marítima e de um funcionário do Clube Naval da Horta que, segundo o capitão do porto, saíram numa lancha de apoio e conseguiram “rebocar duas embarcações”.

Os Bombeiros Voluntários Faialenses foram chamados ao local para ajudar a retirar água de uma das embarcações de pesca, que já estava a afundar-se e que, entretanto, foi colocada em terra.

Fernando Horta admitiu a existência de “fortes indícios de vandalismo”, acrescentando que a autoridade marítima está a investigar o caso para tentar descobrir os autores.